Não dormiu esta noite, porque tinha um mosquito no quarto?

Quando fazemos limpezas nas nossa casa, será que limpamos ou ainda sujamos mais?

 

Todos os dias somos inundados com promoções, sugestões e apresentações de novos produtos para limpeza e restauração das nossas casas. A mudança de estação e o bom tempo leva-nos a tirar tudo o que temos em casa, lavar os sofás, os tapetes e os cortinados.

Tratar as paredes dos bolores que se foram acumulando no inverno e dar os retoques de pintura, que já imaginávamos desde as últimas chuvas.

Mas com todas estas limpezas, gastamos um montante considerável em produtos de limpeza e tintas,  no fim do trabalho todo vimos que a nossa casa está diferente.

Mas coloca-se a pergunta, será que a nossa casa está mais limpa, para que a possamos habitar?

Ainda há muita gente que considera que está a salvo da poluição ambiental quando entra na sua própria casa. No entanto, os cientistas têm vindo a demonstrar exatamente o contrário! O ar que inspiramos no interior das nossas casas contém muitas vezes poluentes em quantidade superior à que é encontrada no ar que respiramos no exterior.

Muitos compostos tóxicos que se encontram em casa são libertados por produtos que acabamos de comprar. Por exemplo, o “cheiro a novo” do seu sofá ou da sua nova cortina de chuveiro é devido a compostos tóxicos usados no seu fabrico e que se vão libertando lentamente, contaminando o ar dentro da sua casa. Quem não reconhece o cheiro de um carro acabado de vir do stand?

Geralmente todos os materiais de plástico podem libertar compostos tóxicos (compostos orgânicos voláteis, COVs) para a atmosfera, e a quantidade libertada é tanto maior quanto mais flexível for o plástico.

A renovação de uma casa pode também introduzir uma enorme quantidade de poluição no seu ar interior. A simples pintura, a aplicação de uma alcatifa ou de um verniz no chão vai introduzir uma grande quantidade de COVs no ar que respiramos.

A utilização de formaldeído na produção de madeira prensada faz com que este seja provavelmente um dos principais poluentes de muitas das nossas habitações.

Afinal quem não tem em sua casa móveis feitos com contraplacado?

Os produtos que usamos para limpeza da casa ou para a higiene pessoal podem também conter ou produzir compostos voláteis perigosos que podem provocar irritações das vias respiratórias, em especial nas pessoas mais sensíveis. Se misturar lixívia e detergentes à base de amónia (muitos produtos de limpeza das casas de banho contém amónia), vai originar a libertação de gases tóxicos que podem provocar intoxicações graves.

Até um simples banho de chuveiro muito prolongado pode fazer com que fique sujeito a níveis tóxicos de clorofórmio. Esta substância forma-se através da reação entre o cloro (usado muitas vezes para a desinfeção da água canalizada) e a matéria orgânica residual presente na água.

 

A rainbow é um aspirador a água que pode ajudar nas limpezas mais profundas e evitar que os químicos libertados no ar da sua casa, permaneçam.

Usando o elemento mais poderoso da natureza, a água, para remover a sujidade e odores. A rainbow traz ao ambiente doméstico ar limpo e lavado. Este sistema exclusivo de filtragem à base de água remove 99,997% (por peso) da sujidade típica do lar. As partículas microscópicas restantes são captadas pelo Neutralizador HEPA do Sistema de Filtragem.

 

Limpe a sua casa a fundo, sem deixar escapar qualquer tipo de químico, que possa transformar o ambiente da sua casa num autêntico pesadelo.

 

Cuide do seu bem mais precioso, A Saúde da sua Família.

 

 

Artigos recomendados

Deixe o seu comentário

0

Pesquisa